Veja como recuperar o sinal da internet antes de ligar para o SAC

Veja como recuperar o sinal da internet antes de ligar para o SAC

Em diversas oportunidades, o próprio usuário pode reativar a conexão com medidas simples e rápidas

Quando o sinal da internet de casa cai, já bate aquela irritação de ter que entrar em contato com o SAC da operadora para tentar resolver o problema. Pois saiba que essa (atenção: spoiler!) é apenas a última das ações que você precisa tomar para recuperar a conexão. Muitas vezes, é possível resolver o problema do sinal de internet em questão de minutos e sem a necessidade de recorrer ao telefone.

Antes de ligar para o SAC, veja abaixo um checklist de passos a seguir para tentar restabelecer a conexão por conta própria. E caso não funcione, veja como podemos ajudá-lo

Mas antes, quer saber como anda a velocidade do sinal de internet na sua casa? Clique aqui e saiba como usar o velocímetro PROTESTE.

1. Reiniciar o modem

Já reparou que essa é sempre a primeira coisa que o atendente do SAC pede pra você fazer em caso de queda do sinal de internet? Pois esse não é um procedimento padrão feito para enrolar o usuário. Trata-se, de fato, de um dos métodos mais eficazes para a recuperação do sinal. Portanto, se a internet cair, desligue o modem e ligue novamente após alguns minutos.

2. Troque o Wi-Fi pelo cabo LAN

A conexão sem fio nunca vai ser mais rápida e estável quando o sinal que chega ao seu computador diretamente por um cabo LAN. Por isso, para saber se a internet fora do ar é um problema do sinal de Wi-fi, conecte um cabo LAN saindo diretamente do modem para o seu computador. Se a conexão voltar a funcionar, significa que o problema está no Wi-fi. E, provavelmente, você só vai conseguir resolver investindo em um novo e melhor roteador.

Checagem dos cabos
3. Checagem dos cabos

Um único cabo de conexão desgastado pode acabar com a sua conexão. Ou deixá-la seriamente mais lenta. Por isso, se a sua internet caiu ou está a passos de tartaruga, verifique a qualidade dos cabos. Para isso, procure ter alguns cabos em casa de backup, caso precise trocar. Isso vale tanto para o cabo que sai da parede para roteador, quanto para os cabos que chegam no PC.

4. Mude o canal da rede Wi-Fi

Aqui já entra uma parte um pouco mais técnica. Mas nada extremamente complicada de se resolver. Reconfigure seu roteador pelo endereço padrão dele (normalmente 192.168.1.1). Busque por Configurações (ou Settings) WLAN (ou Wireless) e altere o “channel”. Ou então, tente usar o software inSSider, ou algum semelhante, para descobrir qual canal tem o melhor desempenho.

5. Reveja sua senha de proteção

Você já pensou que vizinhos podem estar “roubando” a sua internet? Se o seu sinal é aberto, sem a necessidade de senha para conectar, essa é uma possibilidade bem real. Muitas pessoas podem estar conectando na sua rede e fazendo a velocidade diminuir ou cair de vez. Por isso, busque senhas não comuns, para que sua internet não seja usada por qualquer pessoa. Apenas aquelas a quem você autorizar.

6. Avalie programas, firewall e vírus

Caso a internet esteja instável em apenas um dispositivo na sua casa, mas está boa em outro, é provável que aquele esteja com algum problema como malware ou víruso. Descubra isso testando a conexão em outros dispositivos. Caso esteja tudo bem com os outros, tente identificar o que pode estar prejudicando a conexão em apenas um aparelho específico, com o uso de programas antivírus, por exemplo.

7. É hora de ligar para o SAC

Se você chegou a este sétimo passo e a sua internet ainda está ruim, então é porque o buraco, provavelmente, é mais embaixo. Nese caso, só resta pedir ajudar à operadora de internet que te fornece o serviço.

Antes de ligar para o SAC, contudo é necessário que o consumidor verifique não só as condições do seu contrato, como também o pagamento das faturas. Após essa confirmação, é necessário que o consumidor informe data e horário que o serviço foi suspenso. Caso queira, é possível informar à atendente que a ligação está sendo gravada.

“O consumidor tem o direito de gravar as ligações, mas para tanto é necessário que informe ao atendente esta prática. Independentemente da gravação, feita pelo consumidor, a operadora é obrigada a fornecer não só o número do protocolo, como também a gravação, caso ela seja solicitada”, afirma o especialista em Defesa do Consumidor da PROTESTE, Renato Santa Rita.

“Com este número de protocolo será possível acompanhar a solução do pedido e ainda informar para a PROTESTE caso o SAC não resolva e seja necessário recorrer ao nosso auxílio”, complementa.

Consumidor tem direito a reembolso

Além disso, o consumidor tem direito a um reembolso pelos dias que ficou sem internet. Na prática, tem de partir da própria operadora o desconto na fatura referente aos dias em que o serviço não funcionou. “No entanto, é comum recebermos reclamações de consumidores sendo cobrados pelo valor integral, mesmo sem o fornecimento ininterrupto do serviço. Nesse caso, o consumidor pode buscar o ressarcimento dos valores pagos sem a devida prestação do serviço”, afirma Santa Rita.

Associados da PROTESTE podem entrar em contato com nosso serviço de defesa do consumidor e fazer reclamações de falhas na prestação do serviço, como: baixa qualidade, suspensão ou interrupção indevida do serviço e cobranças indevidas. Todas as reclamações são atendidas por um time de especialistas, sem burocracia e com agilidade no contato com as empresas. O índice de solução de problemas sem precisar recorrer às esferas judiciais é de 90%.

Ainda não conhece a PROTESTE? Clique aqui e entenda como ajudamos o consumidor a defender seus direitos.