Câmara vai acompanhar impactos da nova tecnologia 5G

Câmara vai acompanhar impactos da nova tecnologia 5G

Senado também vai monitorar a implantação dos novos serviços de telecomunicações

A Câmara dos Deputados criou no fim de 2020 um grupo de trabalho que vai acompanhar os impactos da implantação da tecnologia 5G no Brasil. O objetivo é propor medidas para aperfeiçoar  a legislação relacionada aos serviços de telecomunicações. Poucas semanas antes, o Senado Federal também instalou uma comissão semelhante. Diferente do grupo da Câmara, composto exclusivamente por parlamentares, junto aos senadores formam o grupo autoridades e especialistas da sociedade civil.

Como o assunto é de interesse dos consumidores, a PROTESTE acompanha os trabalhos dos dois grupos e outras iniciativas ligadas à implantação desta tecnologia no Brasil.

“Acompanhamos esses trabalhos e eventualmente podemos fazer propostas a fim de defender os interesses dos consumidores. Trata-se de um tema complexo, com implicações diretas na qualidade dos serviços de telecomunicações prestados ao consumidor final. Por isso acompanhamos de perto as ações do Congresso, da autoridade reguladora e da sociedade sobre esta matéria”, disse Juliana Moya, especialista em Relações Institucionais da PROTESTE.

O que é 5G?

A tecnologia 5G é a próxima geração de rede da internet móvel. Ela deve ser um grande investimento do setor telecomunicações. A proposta da nova tecnologia é oferecer velocidade muito maior, conexões mais estáveis e a possibilidade de mais acessos simultâneos sem a perda da qualidade.

Ela vai usar faixas de radiofrequência com o objetivo de aumentar a estrutura da banda larga fixa, o que deve melhorar a conexão de internet em estradas, pequenas cidades e locais de pouco interesse comercial.

A nova tecnologia também vai reforçar conceito de “Internet das coisas”, pois também deve melhorar o acesso à internet de carros, eletrodomésticos, câmeras de segurança, entre outras coisas.

O leilão para a concessão do serviço 5G no Brasil aconteceria ano passado, mas foi adiado por causa da pandemia da covid-19. A previsão, segundo a ANATEL, é de que o leilão ocorra no fim do primeiro semestre de 2021.

Fique atento!

Como o leilão ainda não foi realizado, a tecnologia 5G ainda não está efetivamente disponível no Brasil. Por isso, tome cuidado com propagandas que oferecem serviços e aparelhos para 5G.

“O consumidor que adquira produtos ou pacotes de dados anunciados como 5G ainda não podem usufruir deste serviço, pois ele ainda não está disponível no nosso país. Mas quem quiser se adiantar, pode já adquirir aparelhos compatíveis e aguardar até que a tecnologia 5G seja implantada e regulamentada”, alertou Juliana Moya.

Você tem problemas com a sua operadora? A PROTESTE pode te ajudar! RECLAME AGORA arrow_right_alt