Queda de assinantes: TV paga perde 168,94 mil clientes

Queda de assinantes: TV paga perde 168,94 mil clientes

De acordo com da Anatel, 168,94 mil clientes cancelaram planos de TV paga entre março e abril de 2019. A queda de assinantes ficou em 0,98% no período

O número de usuários da TV paga no Brasil sofreu uma retração de 0,98% em abril e chegou aos 17,07 milhões. De acordo com dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), 168,94 mil clientes cancelaram seus planos entre os meses de março e abril de 2019. Se levados em consideração os últimos 12 meses, foram feitos no país 899,36 mil cancelamentos de TV por assinatura, o que significa queda de assinantes de 5,01%.

Apenas a OI TV cresceu

A queda de assinantes foi quase uma unanimidade entre as operadores em abril passado. Apenas a Oi TV apresentou crescimento, com 3 mil novas assinaturas, que deixaram a empresa próxima de 1,6 milhão de planos ativos. Já a maior perda ficou por conta a Sky, que perdeu 70,5 mil assinantes no mês, chegando a 5,11 milhões de usuários.

O grupo Claro Brasil, com 50,8 mil assinantes a menos, veio na sequência. Com a retração, a empresa fechou abril com 8,33 milhões de assinantes de TV paga, sendo 1,42 milhão de clientes da Claro TV (via antena) e 6,91 milhões de assinantes da NET (via cabo).

A Vivo TV perdeu quase 19 mil clientes e fechou o mês de abril com 1,5 milhão de usuários ativos. Enquanto as pequenas operadoras terminaram o período com 28 mil assinantes a menos.

Queda de assinantes é constante desde 2014

De acordo com a colunista Cristina Padiglione, do blog Tele Padi, no site da Folha de São Paulo, o ápice do setor no Brasil aconteceu em 2014, quando o número de assinantes da TV paga girava em torno de 20 milhões.

“É claro que o avanço de serviços como Netflix, que passou a se mostrar um negócio de melhor custo-benefício para muitas famílias, contribuiu muito para esse cenário, mas não é preciso ser analista de mercado para saber que a principal razão da retração da TV paga está relacionada à perda de poder de compra do brasileiro. Quem pode pagar por mais de um serviço de TV, afinal, continua consumindo mais de uma fatia do bolo”, analisou a jornalista em sua coluna.

Sabe aqueles momentos que você tem um problema mas não consegue resolver sozinho porque a empresa reclamada não está nem aí? São nesses momentos que a PROTESTE pode intervir e resolver para você! Conte com uma equipe em Defesa dos Consumidores e pare de se estressar!