Como economizar até R$ 3 mil por ano com TV por assinatura

Como economizar até R$ 3 mil por ano com TV por assinatura

Estudo da PROTESTE mostra que cada consumidor pode montar pacotes mais econômicos, sem deixar de fora seus canais favoritos

Você sabia que é possível poupar quase R$ 3 mil por ano com TV por assinatura? De acordo com um estudo da PROTESTE, publicado em edição recente da revista exclusiva para assinantes feita pela associação, ao conhecer o seu perfil de consumo você tem a possibilidade de contratar um plano sob medida para o seu bolso. E tem a possibilidade de economizar na TV por assinatura, em média, 68% sem deixar de assistir aos seus canais favoritos.

Para fazer a análise, a PROTESTE coletou preços diretamente nos sites das operadoras – Claro, Oi, Net, Vivo e Sky. E analisou apenas a contratação do plano de TV por assinatura, descartando os combos. Os valores pesquisados são os praticados nos 12 primeiros meses do contrato, somados ao custo de instalação e equipamentos – quando estes são cobrados à parte – para as cidades de Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

Quatro perfis diferentes de consumo

Além disso, a associação definiu quatro perfis de usuários de canais pagos: Básico, Família, Filmes e Séries e Esportes. 

No geral, a Oi foi a operadora que apresentou os preços mais caros, em oposição à Sky, que apresentou as opções mais econômicas em todos os pacotes tabelados, com exceção de Filmes e Séries, no qual os melhores preços foram oferecidos pela NET. 

“Algumas operadoras também oferecem planos pré-pagos, que exigem a compra dos equipamentos para ativar a prestação do serviço e o sinal, além de recargas periódicas para usar o serviço. Os valores das recargas costumam ser baixos. Como estes planos não exigem contrato anual, podem ser considerados uma boa opção para quem não quer ter um custo fixo de assinatura todo mês”, afirma Thaís Veloso, especialista da PROTESTE responsável pelo estudo.

Veja como cada perfil foi classificado no estudo da PROTESTE:

  • Básico

É aquele usuário que busca uma TV por assinatura gastando pouco, o que não necessariamente significa ter um plano mais barato, uma vez que ele tem um mínimo de canais desejados. O pacote deve ter ao menos três canais de filmes e séries, três de programação infantil, um de esportes, três de documentários, dois de notícias e quatro de variedades. 

  • Família

Quando o consumidor quer uma programação um pouco mais variada, mas sem gastar muito. Neste perfil, o usuário tem, pelo menos, cinco canais de filmes e séries, com no mínimo dois entre Universal Channel, HBO, Warner e Telecine; cinco canais infantis, com dois entre Cartoon Network, Disney Channel e Nickelodeon; três canais de esportes, com dois entre Band Sports, ESPN, Fox Sports e SporTV; quatro de documentários, com pelo menos dois entre Discovery Channel, National Geographic e History Channel; ao menos dois canais de notícias, incluindo Globo News e Band News, e um mínimo de cinco canais de variedades.

  • Filmes e Séries

Perfil voltado para os cinéfilos. Neste caso, os demais canais não têm importância na hora de escolher um plano. Aqui, são considerados ao menos dez canais com no mínimo três entre Universal Channel, HBO, Warner e Telecine. Todos os três em HD. Esta opção não leva em consideração os canais infantis, de esportes, documentários e variedades, desde que tenha pelo menos um de cada. 

  • Esportes

Plano para os amantes dos esportes. É focado para os fãs de modalidades diversas e que têm interesse secundário em notícias. Mas que não se importam muito com outros tipos de canais. O perfil conta com pelo menos sete canais esportivos, incluindo Band Sports, ESPN, Fox Sports e SporTV, sendo ao menos dois deles em HD e dois canais de notícias. Nesta forma de pacote, não são levados em consideração os canais infantis, de documentários, de variedades e de filmes e séries, desde que pelo menos um de cada estejam contemplados.

economizar
Economizar na TV por assinatura: diferenças de preços

No perfil Básico foi possível identificar uma economia anual de R$ 1.739,40, com uma diferença de 76% entre o preço mais caro (Oi) e o mais barato (Sky). 

A economia no perfil Família pode chegar a R$ 2.591,40, com uma variação de 74% entre a mais cara (Oi) e a mais barata (Sky). 

Entre todos os perfis, o Esportes é o que possui a maior variação (79%), com diferença de R$ 2.741,40 entre o pacote mais caro, novamente da Oi, e o mais em conta, de novo da Sky. 

Por fim, em Filmes e Séries, a variação foi de 42% – o que representa uma economia anual possível de R$ 1.198,92 -, desta vez com a NET apresentando o valor mais barato e a Oi, mais uma vez, com o mais caro.

Algumas das operadoras incluídas na pesquisa não tinham planos específicos que atendessem o perfil Filmes e Séries. Nestes casos, seria necessária a aquisição dos canais desejados de forma avulsa, como um adicional. Por isso, a associação optou pelo plano mais barato que atendesse ao perfil.

+Leia também: Lei facilita cancelamento da TV por assinatura

Vantagens e desvantagens dos combos

Para os consumidores que, em geral, possuem outros tipos de serviços com a mesma operadora, como internet e telefone, a PROTESTE indica uma pesquisa para contratação de um combo, que pode acabar sendo mais adequado e até mesmo econômico. 

No entanto, a associação ressalta que não compensa contratar um serviço que não será usado apenas por estar incluído em um combo. 

Consiga o menor preço

Quer ter um olhar geral sobre os valores dos planos e saber como economizar na TV por assinatura disponíveis no mercado? Use o comparador da PROTESTE e encontre os melhores e mais baratos da sua região.