Streaming de futebol pode ser mais caro que TV por assinatura

Streaming de futebol pode ser mais caro que TV por assinatura

Saiba quanto custaria a assinatura das cinco principais plataformas que transmitem jogos online no Brasil

Cada vez mais, o futebol tem invadido as plataformas de streaming. Neste ano de 2019, há uma tendência de várias empresas brigando pelos direitos de transmissão de campeonatos estaduais, nacionais ou internacionais. E a busca do público por partidas transmitidas pela internet tem crescido de forma exponencial. Mas será que vale à pena contratar um serviço de streaming de futebol?

Streaming de futebol vale a pena relação à TV paga?

De acordo com o portal Overtube, o fã que optar por assinar os cinco principais serviços de streaming de futebol disponíveis no país vai precisar gastar nada menos que R$ 179,50 mensais. Ao mesmo tempo, segundo o site, é possível assinar um pacote em HD de TV por assinatura por no mínimo R$ 159,90.

Entre todos os serviços de streaming, o do Grupo Globo é o mais caro. Custa R$ 79,90 ao mês. Porém, oferece um grande cardápio de jogos das Séries A e B do Campeonato Brasileiro. Além disso, de acordo com um levantamento feito pelo site Notícias da TV, para acompanhar todos os jogos do Brasileirão é necessário assinar também o EI Plus. Isso acontece porque 7 dos 20 clubes da primeira divisão da competição têm contratos de exclusividade com a plataforma, que também exibe jogos da Liga dos Campeões da Europa e cobra R$ 19,90 por mês.

Para quem gosta do Campeonato Inglês, a ESPN custa R$ 21,90 e exibe a competição com exclusividade. O Campeonato Alemão e a Libertadores de América fazem parte da plataforma online dos canais Fox Sports, que cobram R$ 19,90 mensais.

Novo serviço de streaming de futebol

Recém-lançado no Brasil, o DAZN é o outro serviço disponível e tem um valor de R$ 37,90. A plataforma de streaming tem a exclusividade da Copa Sul-Americana, Série C do Brasileirão e de outros campeonatos europeus.

Diante dessas informações, o streaming de futebol vale ou não a pena para você?

Ainda não conhece a PROTESTE? Clique aqui e entenda como ajudamos o consumidor a defender seus direitos.