Samsung Watch ajuda a monitorar dados de saúde dos usuários

Samsung Watch ajuda a monitorar dados de saúde dos usuários

Os recursos de eletrocardiograma e monitoramento da pressão arterial no Samsung Watch foram autorizados pela Anvisa; confira os detalhes!

Cada vez mais, a tecnologia se torna um recurso importante para a área de saúde, ajudando, inclusive, a salvar vidas. Depois de aprovar a funcionalidade de eletrocardiograma no Apple Watch, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, em agosto, um aplicativo com a mesma finalidade, desta vez no Samsung Watch, além de outro com função de monitor de pressão arterial. 

O monitor de pressão arterial é um software que determina a pressão arterial sistólica e diastólica, bem como a taxa de pulso, e fornece valores e gráficos, através de sinais obtidos por meio de um sensor óptico localizado na parte traseira do Samsung Smartwatch, que mede esses sinais do pulso de forma não invasiva. 

samsung watch
Já o eletrocardiograma é um aplicativo que permite que o usuário meça sinais semelhantes aos do eletrocardiograma realizado em ambiente hospitalar e detecte possíveis arritmias cardíacas, como a fibrilação atrial. Ele possui dois componentes: um deles está no Smartwatch Samsung Galaxy Watch compatível e o outro no Smartphone Samsung Galaxy. 

“É interessante ver o mercado começando a aquecer com esses tipos de sensores. Com a chegada da Apple e da Samsung mais marcas também seguirão esse formato e isso será muito benéfico, pois os iremos ver melhorias significativas em qualidade e preço”, comenta Thiago Porto, especialista da PROTESTE.

De acordo com o comunicado da Anvisa, os dois softwares se enquadram na categoria de dispositivos médicos da classe de risco II (médio risco), conforme estabelecido na regra 10 do anexo II da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 185/2001.

Softwares não substituem atendimento médico

Apesar da importância para o controle de algumas condições de saúde, a Anvisa alerta que os equipamentos não substituem exames médicos ou a consulta com um profissional. Os recursos, na verdade, são meios que permitem que os usuários acompanhem seus dados, de forma contínua, em casa, auxiliando no diagnóstico de doenças.

Não interprete ou tome medidas clínicas com base nas medições do aplicativo sem antes consultar um profissional de saúde qualificado.

Além disso, a agência reguladora alerta os usuários para não utilizarem os recursos em determinadas situações, como quando forem calibrados para outra pessoa, durante atividade física, em caso de gestação, entre outros. A Anvisa destaca que os resultados proporcionados pelos aplicativos são apenas para fins informativos. “Não interprete ou tome medidas clínicas com base nas medições do aplicativo sem antes consultar um profissional de saúde qualificado”, diz o comunicado.

“O app Monitor de Pressão Arterial não pode diagnosticar hipertensão ou outras condições, por exemplo, ou ainda verificar sinais de ataque cardíaco, assim como o ECG app não pode diagnosticar problemas cardíacos ou procurar sinais de ataque cardíaco. Sendo assim, cautela no uso. É importante ficar atento a alguns sinais que os aplicativos podem detectar, porém, em caso de dúvidas, procure um profissional qualificado. Além disso, não altere seus medicamentos ou dosagem sem consultar o seu médico”, alerta Pryscilla Casagrande, coordenadora do Centro de Competência de Alimentação e Saúde da PROTESTE.

Seu produto apresentou problemas e a empresa não resolve? RECLAME AGORA arrow_right_alt