Saiba por que a Samsung pode acabar com o Galaxy Note

Saiba por que a Samsung pode acabar com o Galaxy Note

Linha top da sul-coreana, Galaxy Note estaria com os dias contados para dar lugar a uma outra estratégia de lançamentos

A Samsung pode acabar com a linha Galaxy Note em 2020. A informação, não confirmada pela empresa, é do especialista Evan Blass, dada em sua conta no Twitter.

A gigante sul-coreana já teria dado algumas pistas em uma coletiva de imprensa neste ano. Na ocasião, a empresa deu a entender que, como as linhas já estão em sua 11ª versão, já estaria na hora de uma mudança de nome.

Durante os primeiros anos do Galaxy S e Galaxy Note, houve uma clara distinção entre os dois. No entanto, desde a chegada da linha Galaxy S6, as diferenças entre ambas diminuíram.

Dessa forma, é possível que uma linha chamada “Galaxy One” possa chegar já no ano que vem, segundo Blass. Se isso for confirmado, a SPen só apareceria nas versões mais caras da linha.

Galaxy Note pode dar lugar a dispositivo dobrável

Com isso, a empresa ficaria teoricamente com apenas um lançamento de linha top por ano. Mas rumores dizem que essa lacuna seria preenchida com o dobrável Galaxy Fold.

O fold de segunda geração deve vir com um display OLED flexível de 6,7 polegadas com um pequeno furo para a câmera de selfie. Possivelmente, dobrará verticalmente, tal qual o vindouro Motorola Razr, ao invés de dobrar horizontalmente, como o original.

A PROTESTE está atenta ao lançamento de novos aparelhos no mercado. Nossos especialistas testam os principais lançamentos em laboratório e os resultados são publicados em nosso comparador exclusivo. Eles são classificados em “o melhor do teste”, “a escolha certa”, “o barato do teste” e “não compre”. Dessa forma, o consumidor pode ter a segurança de tomar a melhor decisão de compra.

Sabe aqueles momentos que você tem um problema mas não consegue resolver sozinho porque a empresa reclamada não está nem aí? São nesses momentos que a PROTESTE pode intervir e resolver para você! Conte com uma equipe em Defesa dos Consumidores e pare de se estressar!