10 formas de proteger seus dados pessoais na internet

10 formas de proteger seus dados pessoais na internet

Estar presente nas redes sociais e na internet embute risco; saiba como proteger seus dados de pessoas e empresas mal intencionadas

Facebook, Instagram, Twitter, as redes sociais já fazem parte da vida das pessoas há um bom tempo. E o número de usuários só cresce ano a ano. Isso sem falar nas compras online e inúmeros sites espalhados pela rede. No entanto, estar presente nesses ambientes virtuais embute riscos e nem todas as pessoas estão cientes deles.

Recentemente, por exemplo, o Facebook esteve envolvido em uma polêmica na qual dados de mais de 50 milhões de pessoas foram vazados por meio de um teste de personalidade. A empresa britânica Cambridge Analytica teria usado dados disponíveis naquela rede para traçar perfis psicológicos detalhados de eleitores dos Estados Unidos, na campanha pró-Trump, e no Reino Unido, na campanha pró-Brexit.

Portanto, proteger seus dados nas redes sociais e na internet é muito importante. No Brasil, recentemente foi sancionada a Lei Geral de Proteção de Dados, que prevê direitos e deveres de pessoas e empresas na proteção de dados. Além de contar com esse instrumento, você mesmo pode proteger seus dados. Confira as dicas que preparamos para você:

Cuidado com o que você publica nas redes sociais

Não há nenhum problema em ter uma conta em uma rede social, mas é preciso bom senso na hora de publicar. Dessa forma, evite postar informações que revelem detalhes sensíveis da sua vida. Por exemplo, lugares que você frequenta, situação financeira e fotos que revelem onde você mora ou mesmo seu padrão de vida. Dependendo da rede social, é possível controlar o que é visto pelas outras pessoas. Invista um tempo mexendo nessas configurações.

Evite responder provocações e ameaças

Se você receber provocações ou ameaças, evite responder. Você pode acabar caindo em discussões desnecessárias, prejudicando sua imagem. Lembre-se que muitos entrevistadores pesquisam as redes sociais dos candidatos a um emprego. Portanto, dependendo do que você posta, aquela vaga que você tanto queria pode não ser sua.

Mude as senhas periodicamente

Senha

Essa dá trabalho, mas é bastante importante. Apesar do incômodo de ter que ficar decorando novas senhas, é importante mudá-las de tempos em tempos. Por exemplo, alguém pode conseguir a senha do seu e-mail e você nem ficar sabendo. E esse alguém pode aprender bastante coisas sobre você ou mesmo conseguir mudar suas senhas em outros serviços. Além disso, não use senhas óbvias, nem as mesmas combinações em diversos lugares diferentes.

Cuidado com sites que pedem muitas informações

Se a empresa não deixar claro por que está pedindo tantos dados, acenda o sinal amarelo. Ela pode estar querendo usá-los para fins não muito nobres. É necessário ter ainda mais cuidado com o site que pede informações financeiras, como o número de cartão de crédito.

Saiba reconhecer os boatos

A internet está repleta de boatos e notícias falsas. Por isso, você não deve compartilhar ou clicar em tudo o que chega ao seu e-mail, rede social ou WhatsApp, mesmo quando o emissor é uma pessoa conhecida. Conteúdo desse tipo pode conter links para malwares ou sites falsos, que se passam por um serviço novo ou uma petição online, por exemplo, mas apenas capturam dados.

Atenção nas compras online

Comprar pela internet é ótimo, mas é preciso tomar alguns cuidados. Afinal, ao fazer compras em sites, você está fornecendo alguns dados seus. Portanto, dê preferência a lojas famosas. Se for comprar num site menos conhecido, pesquise antes para saber a opinião de outros compradores. Verifique também se o site é um ambiente seguro (o endereço começa por https://).

Cuidado ao usar computadores públicos

Muitas pessoas cometem o erro de se logar em serviços de e-mail e redes sociais em computadores públicos. Muitas vezes o navegador pode armazenar o seu login e senha e outra pessoa terá acesso às suas contas. Outra possibilidade é esquecer de deslogar ao deixar o computador. Dessa forma é ainda mais fácil ao invasor ter acesso a informações sensíveis suas.

Evite Wi-Fi público

Leia também: Saiba quais são os riscos de acessar um Wi-Fi público

Ao acessar redes Wi-Fi públicas, um invasor pode se colocar entre o seu celular e o roteador e capturar todos os dados transmitidos. Geralmente, os hackers são atraídos pelas mesmas facilidades que atraem o público em geral: o acesso a uma rede sem necessidade de autenticação. Isso cria uma oportunidade para que pessoas mal intencionadas tenham acesso aos dispositivos desprotegidos na rede.

Proteja seus dispositivos móveis

Dispositivos móveis, celulares e tablets estão tornando-se alvos de muitos ataques e, em grande parte, pelo fato de muitos usuários não prestarem atenção nisso. O seu smartphone também tem que ser seguro, com senhas e bloqueadores remotos.

Escolha seus aplicativos cuidadosamente

Para concluir, é preciso saber o que o usuário coloca no seu celular. Antes de instalar um aplicativo, confira quais permissões ele pede e verifique se ele é de um desenvolvedor confiável. Há muitos vírus disfarçados de aplicativos nas lojas virtuais móveis.

A PROTESTE e o Google se uniram para proteger seus dados. Saiba mais.