Energia solar poderá carregar smartphone da Xiaomi

Energia solar poderá carregar smartphone da Xiaomi

A fabricante chinesa Xiaomi registrou uma patente e pode estar desenvolvendo um smartphone capaz de ser carregado por energia solar

A fabricante chinesa Xiaomi pode estar desenvolvendo um smartphone capaz de ser carregado por energia solar. De acordo com o site LetsGoDigital, a empresa registrou recentemente uma patente nesse sentido, com diagramas de um telefone padrão, sem moldura, tanto na frente quanto na lateral. Mas que claramente carrega na traseira uma placa de painéis solares fotovoltaicos. Do mesmo tipo encontrados em telhados de casas ou no topo de edifícios, porém em escala muito menor.

Crédito: World Intellectual Property Office Patent

Smartphone de energia solar

A julgar pelas imagens da patente registrada na Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), o telefone hipotético e ambientalmente correto da Xiaomi não seria muito mais espesso do que um smartphone médio. O módulo da câmera se destaca além do painel traseiro, enquanto a folha solar fica nivelada. Ou talvez até abaixo do vidro traseiro. Alguns dos telefones recentes da Xiaomi, como o Mi 9 e o Mi 8 Pro, já são utilizados por meio do vidro traseiro, o que torna mais fácil a acomodação de um painel solar no local.

+Leia também:
– Xiaomi Mi 9 SE: semelhança só no nome com o Mi 9
– Celulares da Xiaomi são homologados pela Anatel

Embora não haja mais detalhes sobre a patente da OMPI, o painel solar parece ser claramente um meio de recarregar a bateria normal do telefone. Ou seja, em vez de você precisar andar com um cabo e um carregador portátil, ou ter que procurar uma tomada em alguma lanchonete, o usuário poderá virar o telefone na direção do sol para pegar alguns pontinhos de carga numa emergência.

Embora esse protótipo da Xiaomi prometa ser o maior case do uso de energia solar integrada nos telefones, ele não seria exatamente uma novidade. O Guru E1107 Crest Solar da Samsung usou um design similar, embora para um telefone com muito menos consumo de energia. E a LG usou a tecnologia com um case solar para o GD510 em 2010.

Por enquanto, apenas uma patente

Conforme destaca o site Android Authority, até o momento, o que existe é apenas uma patente. Que deve ser tratada como tal. E ainda não há garantias de que veremos um telefone movido a energia solar da marca chinesa. No entanto, considerando que a Xiaomi está investindo em novas tecnologias de carregamento, como o carregamento reverso sem fio, não seria muito difícil que isso acontecesse.

Nós da PROTESTE, como de costume, vamos testar o novo aparelho assim que ele chegar ao mercado e incluí-lo em nosso comparador exclusivo.

Sabe aqueles momentos que você tem um problema mas não consegue resolver sozinho porque a empresa reclamada não está nem aí? São nesses momentos que a PROTESTE pode intervir e resolver para você! Conte com uma equipe em Defesa dos Consumidores e pare de se estressar!