Internet fibra ótica bate recorde; saiba por que isso é bom

Internet fibra ótica bate recorde; saiba por que isso é bom

Crescimento da fibra ótica foi o maior da história segundo a Anatel; mesmo assim é preciso ficar de olho na conexão

A fibra ótica chegou com força aos lares brasileiros. De acordo com os dados da Anatel, o mês de maio registrou um recorde de ativações, com 597,7 mil usuários ativos. Saiba por que o crescimento da fibra ótica é bom para o consumidor, que, no entanto, deve permanecer atento à qualidade da conexão.

Os cabos de fibra ótica já são utilizados na oferta de telefonia fixa e móvel, internet banda larga e TV por assinatura. Desde janeiro, as ativações estão em crescimento contínuo de acordo com o ranking da Anatel. As conexões representam 8 de cada 10 novos acessos em banda larga.

Cabos de fibra ótica comportam mais tráfego

Nesse tipo de conexão os dados são transformados em luz e enviados através de cabos de fibra ótica. Essa tecnologia permite ao usuário navegar em uma internet mais rápida e mais estável. Além disso, os cabos de fibra ótica comportam um tráfego maior de dados do que os cabos de cobre da banda larga comum. Para se ter uma ideia, um cabo desse tipo comporta o tráfego de 1 Gbps. Por isso, muitas operadoras vem fornecendo velocidades acima de 200 Mbps na fibra ótica. A Oi e a Vivo são dois exemplo.

Fique atento à velocidade da conexão

Ainda assim, é importante ficar atento à medição de velocidade. Se a operadora não cumprir com uma média de 80% da velocidade contratada ou apresentar uma conexão 40% inferior ao contratado, você pode pedir um reembolso. Entre em contato conosco pelo número 4003-3907 e saiba como podemos te ajudar. Meça a velocidade com o nosso velocímetro.
Velocidade da Internet
Se você quiser saber mais sobre os planos de fibra ótica, nós temos a ferramenta Melhor Plano. Com ela, nós ajudamos o consumidor a escolher um plano de internet, telefone ou tv a cabo.

Fibra ótica também tem desvantagem

Uma desvantagem da internet fibra ótica é que custa mais caro que a convencional, por cabos de cobre. Isso porque os custos para a fabricação dos cabos é maior, assim como a instalação do sistema, que exige um processo mais tecnológico. No entanto, em relação aos preços ofertados pelas operadoras, tem-se verificado um custo menor por Mbps contratado.