Vai comprar um MacBook usado? Siga essas dicas

Vai comprar um MacBook usado? Siga essas dicas

Comprar um MacBook usado é uma boa forma de garantir um produto de qualidade por um preço mais acessível, mas é preciso ficar atento

Comprar um MacBook usado pode ser uma ótima forma de adquirir um produto de qualidade por um processo mais acessível do que o de lançamento. No entanto, o consumidor deve ficar atento a alguns detalhes.

Veja alguns deles:

Avaliar eventuais danos físicos

O primeiro passo é avaliar se o equipamento tem danos físicos. Peça fotos e vídeos ao vendedor e, se possível, agende uma avaliação do produto pessoalmente.

É importante garantir que teclado, trackpad e tela estejam funcionando perfeitamente. Teste também a conectividade de portas USB e de carregamento de energia. Importante verificar também o funcionamento das conexões Wi-Fi e Bluetooth. De modo geral, veja se a carcaça está em perfeito estado.

O pesquisador da PROTESTE, Thiago Leite Porto, dá algumas dicas adicionais relacionadas a danos físicos para quem vai comprar um MacBook usado:

É importante que o consumidor realize todos esses testes pois ele não vai estar amparado caso ele precise de suporte técnico. Outro ponto que é importante é verificar se a autorizada consegue substituir peças, caso seja necessário, já que o produto pode ser importado e não ter peças aqui no Brasil

Programa de recall

Pergunte ao vendedor se o equipamento passou por algum recall. Se comprar um MacBook que esteja dentro de um programa de extensão de reparo e troca, leve-o à loja da Apple ou autorizada mais próxima para que o reparo seja feito com suporte oficial, peças originais e sem custos.

Ciclos da bateria

É importante saber quantos ciclos de carga ainda restam à bateria. Isso ajuda a determinar quando é necessário substituir a bateria e pode servir como margem para negociação. A Apple recomenda a substituição da bateria quando ela atingir a contagem máxima de ciclos. A contagem máxima de um laptop convencional é de 1.000 ciclos, mas esse número varia.

Atualizações do macOS

Tenha em mente que MacBooks lançados a partir de 2012 podem ser atualizados para a mais recente versão do sistema da Apple, o 10.15 Catalina. Em 2020, os Macs de 2013, por exemplo, devem começar a perder compatibilidade com a próxima versão do macOS, e assim sucessivamente.

Com informações do Canaltech.

Sabe aqueles momentos que você tem um problema mas não consegue resolver sozinho porque a empresa reclamada não está nem aí? São nesses momentos que a PROTESTE pode intervir e resolver para você! Conte com uma equipe em Defesa dos Consumidores e pare de se estressar!