Brasileiro conta como Apple Watch salvou sua vida

Brasileiro conta como Apple Watch salvou sua vida

O blogueiro Jorge Freire Jr. recebeu um aviso em seu smartwatch sobre um aumento nos batimentos e, no pronto-socorro, teve uma taquicardia confirmada

O brasileiro Jorge Freire Jr., autor do blog Nerd Pai, publicou recentemente um relato em seu Facebook sobre como o seu Apple Watch 5 o salvou de um problema cardíaco que poderia ter sido muito sério. De acordo com o blogueiro, ao informá-lo sobre seus batimentos cardíacos, que estavam acelerados – acima de 140 batimentos por minuto – por mais de dez minutos, o smartwatch levantou nele a suspeita de uma taquicardia, que foi confirmada numa corrida para o pronto-socorro. 

“Meu #AppleWatch começou a tocar. Ao verificar, a mensagem: ‘seus batimentos cardíacos estão acima de 140 por mais de 10 minutos’. Ao checar o app de batimento cardíaco, a surpresa: 170 BPM. Como estava apenas andando, meu coração não poderia estar com esse batimento. Fui para casa, deitei e esperei uns 30 minutos para ver se os batimentos voltavam ao normal. Estabilizou em 160 BPM. Ou seja, estava com uma taquicardia. Corremos para o Pronto-Socorro. Ao mostrar para a atendente do hospital o Apple Watch, imediatamente me encaminhou para a triagem. Pressão altíssima e, sim, confirmada a taquicardia. O reloginho da Apple estava 100% correto”, escreveu o blogueiro.

Sem infarto

De acordo com Jorge, após os primeiros exames, foi descartado um infarto. Os batimentos cardíacos foram controlados com remédio e, desde então, tudo ficou bem. Mas o alerta serviu para que ele olhasse com mais atenção para a própria saúde.

“Agora farei uma bateria de exames para checar o que pode ter ocorrido. Para os médicos, juntou excessos do fim de ano, stress, ansiedade e a minha burrice de não tomar corretamente meu remédio de pressão. Posso dizer que o Apple Watch 5 me salvou. Não estava sentindo nada e poderia ter ficado com essa taquicardia por horas. E o resultado disso, bem, você já sabe… Por causa desse episódio, recomendo fortemente a todos o uso desse gadget. Ele pode ser a diferença entre a vida e a morte. Sem exagero”, afirmou Jorge. 

Aguardando o recurso ECG no Apple Watch

Em sua postagem, ele lembra que o relógio o salvou mesmo sem que a função ECG (eletrocardiograma) esteja liberada no Brasil. E que tem esperanças de que “logo seja”. De acordo com a Mac Magazine, a Apple precisa regularizar o recurso junto ao órgão responsável, que neste caso é a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A empresa e o órgão já tiveram reuniões e a expectativa é de que o ECG do Apple Watch chegue ao Brasil no primeiro semestre de 2020.

Mensagem do CEO da Apple

Passado o susto, Jorge mandou um e-mail para Tim Cook, o CEO da Apple. E, para sua surpresa, recebeu uma resposta:

“Jorge, Feliz Ano Novo! Estou muito contente por você estar bem agora. Obrigado por compartilhar sua história conosco — isso nos inspira a continuar progredindo. Tudo de bom, Tim”, escreveu Cook ao blogueiro.

As informações são da Mac Magazine.

Ainda não conhece a PROTESTE? Clique aqui e entenda como ajudamos o consumidor a defender seus direitos.